All posts in Sem gluten

Sejamos honestos – os tomates secos comprados em lojas tendem a ser um pouco carnudos e duros, sem muito sabor. Parecem uma lembrança desbotada e dessecada de um tomate, em vez de um gosto perfumado e intensificado dos dias de verão. Por outro lado, os tomates secos caseiros são outra coisa: cheirosos e macio mas não resistentes, com sabor de tomate concentrado e uma leve doçura.

Lentamente assado no forno faz com que estes tomates secos1 sejam os melhores. Regue com azeite, misture com as especiarias para fazer o aperitivo ou acompanhamento perfeito.

Não é um processo de trabalho intensivo, mas certamente demorado. De todos os métodos para preservar tomates, secá-los no forno é o menos complicado. Além disso, a secagem preserva sua doçura e sabor. E essas preciosidades saborosas custam tão pouco quando feitas em casa; Vale a pena o tempo que eles precisam para alcançar aquela textura mastigável e semelhante a passas.

Uma coisa que eu posso garantir é a fragrância apetitosa em sua casa de tomates assando lentamente, especialmente se você optar por temperá-los com alho e ervas.

Enquanto isso, pense em todos os pães de tomate, saladas, pizzas, massas, pestos e molhos que você poderá fazer depois de pronto. É tentador devorar prematuramente aqueles pequeninos docinhos, quentes, picantes, salgadinho doce, com bom azeite virgem, espalhados em biscoitos ou torradas.

Aqui estão outras receitas de tomates de dar água na boca que você deve fazer (e comer) imediatamente:

 

Esta receita de sopa de abóbora tem um sabor agradavelmente delicioso, é aveludada, cremosa e super fácil de fazer, a coisa mais difícil que você tem a fazer é cortar a abóbora, mas eu peço ao meu marido que faça isso por mim 😉

Além disso, é saudável, sem glúten, e facilmente convertido para ser vegano.

O segredo para o sabor mais intenso é o alho-poró. Uma dose de creme de leite, noz-moscada, folhas de sálvia e coentro completam este clássico de inverno.

Esta receita foi adaptada de uma que a minha amiga Gosia enviou para mim.

 

Isso é muiiiito bom … absolutamente delicioso! E não só é uma bomba de sabor, você não vai acreditar o quão fácil é esse lindo prato, tudo em um só pirex!!!

Em apenas 5 minutos (ou menos) com somente 4 ingredientes e sabores ricos e deliciosos! Um prato fácil, saudável, simples e sem glúten.

Pode ser congelado ou facilmente preparado antecipadamente (como fazer todas as refeições no fim de semana e depois colocá-las no forno durante a semana).

Se você é iniciante, ou apenas quer algo saboroso e fácil de cozinhar, você definitivamente deveria experimentar!

 

Tem dois minutos? Juntamente com azeite, mostarda Dijon e vinagre balsâmico, é tudo o que você precisa para fazer um molho de salada básico caseiro. Você pode parar de gastar dinheiro com molho de salada comprado para fazer o seu próprio mais saudável e mais saboroso em casa.

Sempre amei uma boa salada. Mesmo quando está nevando lá fora, ainda assim não consigo escapar do meu hábito de salada. Este molho de vinagrete caseiro é o meu favorito – e, indiscutivelmente, é o mais fácil de preparar, também. É super, super fácil de fazer e bem mais saudável que os comprados. E eu sei exatamente o que tem dentro dele!

Os molhos emulsionados são espessos e cremosos e realmente se apegam aos seus vegetais. Esta receita de molho básico, que usa a mostarda Dijon e vinagre balsâmico sutilmente doce, dá aos verdes um sabor cremoso que fica muito bom durante todo o ano.

Não apenas para saladas: jogue sobre batatas assadas, ou sobre um sanduíche. Também fica ótimo para peixes, aves ou carnes assadas e vegetais cozidos ou crus.

 

É fácil, rápido e colorido. Parece tão festivo que eu decidi publicá-lo para as festas de Ano Novo.

Arroz à Grega (Embora tenha o nome de “à Grega”, na Grécia não existe tal prato de arroz) é um prato brasileiro, composto por arroz (é claro) cozido com passas e pequenos pedaços de legumes, os mais comuns são pequenos cubos de cenoura, ervilhas, milho e cebolinhas. Pode ter também pequenos pedaços de presunto (defumado ou não), salsicha e/ou peito de peru (defumado ou não), ou outras carnes processadas que devem ser comidas frias, mas se for utilizada carne de frango ou camarão, é conhecido como risoto.

 

Então, o que há de tão especial sobre a forma como os brasileiros cozinham arroz? O que torna isso tão diferente é que a refogamos o arroz, isto é, fritamos no óleo com alho picado e, às vezes, cebola picada antes de adicionar água.

Como cozinhar um arroz perfeito saboroso e fofinho! Não é difícil, mas, como ovos cozidos, cozinhar arroz é uma dessas tarefas que parecem ser fáceis, mas pode dar errado muito rapidamente se você não seguir os passos certos. Aqui estão as instruções simples que te ajudarão a fazer arroz que se torne leve, saboroso e fofo sempre. O segredo é não deixá-lo cozinhado demais, porque ele deve ficar solto e não grudento.

 

Você sabia que não precisa perder tempo descascando e cortando batatas para desfrutar de um delicioso prato quentinho de sopa de batata cremosa com couve e calabresa (mais conhecido como Caldo Verde)?

Caldo Verde, a famosa sopa de batata e couve Portuguesa, é uma receita perfeita quando o clima fica frio lá fora ou para dias chuvosos preguiçosos, quando você quer algo saudável e reconfortante, mas não sente vontade de ter muito trabalho.

É feito com alguns ingredientes simples, leva uns 10 minutos na preparação, e está pronto para comer em menos de meia hora. Ah, e tudo é feito em uma única panela. E eu mencionei delicioso? É realmente delicioso.

 

Uma receita brasileira muito tradicional para um bolo delicioso e molhadinho feito de aipim (macaxeira/mandioca) fresco  e coco.

Esta receita veio da minha mãe. Adoro esse bolo desde que eu era criança. Este é o único doce que eu como compulsivamente, sim; Não consigo me controlar para parar de comer.

Esse bolo é pesado como um brownie. É completamente sem glúten, muito fácil de fazer e uma alternativa incrivelmente deliciosa para acompanhar o seu café da tarde.

 

Escondidinho no Brasil, cottage pie ou Shepherd’s pie na América do Norte, Pastelón no México ou Caribe… Esta torta é uma caçarola que combina aipim (mandioca/ macaxeira) e um recheio salgado – carne (carne moída – favorito da minha família), camarão (meu favorito), frango desfiado, peru, peixe, bacalhau, carne de porco, carne seca (o famoso Escondidinho de Carne Seca), e também soja ou vegetais podem ser adicionados ou utilizados sem carne para versão vegetariana… Os recheios são limitados apenas pela sua imaginação.

Um verdadeiro prato de caçarola que também pode ser feito de restos. Você já sabe que eu absolutamente amo as caçarolas, não só porque elas são deliciosas, mas também porque são fáceis e ideais para dias ocupados. Você pode fazer com antecedência e deixá-lo em sua geladeira e assá-lo no final do dia, quando você chegar em casa do trabalho! Pode ser servido sozinho ou acompanhado por uma salada fresca ou vegetais cozidos no vapor. Só depende de você!

É uma das tortas mais versáteis que podem ser montadas. E se você não gosta ou encontra aipim (mandioca/macaxeira), também pode fazê-lo usando diferentes tipos de raízes trituradas, como batatas ou batatas-doces ou purê de batatas instantâneas, como substituto.

É sem glúten, a massa é perfeita para quem é intolerante ao glúten. Isso é maravilhoso! Um dos meus pratos favoritos.

 

 
F
F
127 people follow Fast2eat
Twitter Pic greenapp Twitter Pic Madrigal Twitter Pic TrustyWa Twitter Pic BestBlog Twitter Pic Iversoft Twitter Pic TheColla Twitter Pic inRoundJ Twitter Pic susaneng
F
F
F
Contact Us :

Name:

Email:

Verification Image

Enter number from above:

Gostou da receita? Por favor, divulgue :)